Triângulo de Pascal

Suponha que se deseja calcular o produto do tipo (a b).(a b)  ou ( a b )2.

É claro que um aluno do oitavo ano saberá identificar, imediatamente, que se trata de um produto notável, mais conhecido como “o quadrado da soma de dois termos” e que a regra prática para o seu desenvolvimento é:

“o quadrado do primeiro termo, mais o dobro do primeiro termo pelo segundo, mais o quadrado do segundo termo”

isto é:

a2 2.a.b b2

Além disso, esse mesmo aluno consegue, facilmente, demonstrar através da propriedade distributiva a veracidade de tal regra:

( a b ).( a b ) = a.a a.b b.a b.b = a2 2.a.b b2

Mas, talvez, não imagine que esse produto notável tão famoso pudesse ser obtido através do triângulo aritmético conhecido como o “Triângulo de Pascal”: triangulo-pascalObservando os números da terceira linha do triângulo ( 1 , 2 , 1 ) pode-se perceber que eles representam os coeficientes de a2  , a.b  e  b2 , ou seja: 1.a2 2.a.b 1.b2.

O mais interessante, ainda, é que através do Triângulo de Pascal pode-se desenvolver, além do produto notável ( a b )2 , outros produtos do tipo ( a b )3 , ( a b )4 e, assim por diante …

 ( a b )3 = 1.a3 3.a2.b 3.a.b2 1.b3  ( quarta linha )

( a b )4 = 1.a4 4.a3.b 6.a2.b2 4.a.b3 1.b4  ( quinta linha )

( a b )5 = 1.a5 5.a4.b 10.a3.b2 10.a2.b3 5.a.b4 1.b5  ( sexta linha )

 

A partir desse momento da leitura, cabe perguntar: como os termos foram obtidos nos desenvolvimentos acima,?

 Simples:

- em cada monômio da expressão algébrica há um produto do termo a pelo termo b, isto é a.b ;

- a partir do primeiro monômio os expoentes de a vão “decrescendo” e os de b vão “crescendo”;

- a soma dos expoentes de cada monômio da expressão algébrica é igual ao expoente do binômio;

- o primeiro expoente de a é igual ao expoente do binômio e o último é zero;

- o primeiro expoente de b é zero e o último é igual ao expoente do binômio;

- a expressão algébrica possuirá 1 termo a mais que o expoente do binômio.

Vamos observar, por exemplo, o desenvolvimento de ( a b )5

 1.a5 5.a4.b 10.a3.b2 10.a2.b3 5.a.b4 1.b5

 Na verdade, o desenvolvimento desse binômio é:

 1.a5 .b0 5.a4.b1 10.a3.b2 10.a2.b3 5.a1.b4 1.a0.b5

- em todos os termos aparece o produto a.b (lembre-se que a0 = b0= 1, a1= a , b1= b)

- expoentes de a: 5, 4, 3, 2, 1, 0  (ordem decrescente)

- expoentes de b: 0, 1, 2, 3, 4, 5  (ordem crescente)

- soma do expoentes de a e de b em cada monômio:5  (expoente do binômio)

- a expressão algébrica obtida possui 6 termos (5 1)

Agora, responda às perguntas:

a) Quais são as regras de construção do Triângulo de Pascal?

b) Quais são as linhas de número 7, 8 e 9 do Triângulo de Pascal?

c) Qual é o desenvolvimento do binômio ( a b )6?

Resposta comentada

Clique aqui para obter informações sobre o matemático francês Blaise Pascal, que tornou o triângulo aritmético conhecido no mundo todo.

1 Comentário

Cadastre-se no Gravatar e mostre seu avatar em blogs e sites.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *